Segunda pele térmica: aprenda a escolher a ideal para você

Você já reparou como alguns atletas e viajantes usam roupas que parecem ficar coladas ao corpo? Trata-se de peças especiais para esse tipo de ocasião. As roupas de segunda pele térmica, também conhecidas por Base Layer, são confeccionadas a partir da alta tecnologia e podem ser usadas em diversas situações, sendo indispensáveis em alguns casos.

Você pratica esportes, vai viajar para um local frio ou quer apenas se aquecer de forma confortável? Então, continue a leitura e confira quais são os benefícios desses itens e quando eles devem ser usados!

O que é a segunda pele térmica?

segunda pele é uma peça de roupa leve e fina, cujo objetivo principal é aquecer o corpo. Ela recebe essa nomenclatura porque deve ficar em contato com a pele, garantindo o máximo de aquecimento. Como o seu tecido é fino e fica bem confortável, dá a ideia de uma segunda camada de pele.

Mas você deve estar se perguntando: “como uma peça de roupa fina e leve pode servir para aquecer o corpo”? Isso acontece graças às tecnologias empregadas em sua composição, que fazem com que o corpo não perca calor e, ainda, ajudam a eliminar o suor, mantendo-o aquecido e seco.

Existem diferentes tipos de segunda pele, mas, no geral, todas as peças cumprem a função de propiciar uma sensação confortável em diferentes temperaturas. Se você quer evitar blusas e jaquetas muito pesadas, por exemplo, trata-se de uma ótima opção.

Normalmente, essas roupas são confeccionadas em microfibra, elastano ou poliamida, que combinam flexibilidade e resistência em um único item. Dessa forma, você pode usar uma segunda pele debaixo de casacos mais pesados, caso esteja em um local de frio extremo, ou vesti-la sozinha, em situações de frio moderado.

Trata-se de peças curinga, úteis em diversas intensidades climáticas. A intenção é usá-la em contato direto com a pele — as demais roupas são vestidas por cima. O uso deste tipo de peça no Brasil não era muito difundido até algum tempo atrás, devido ao nosso clima.

Porém, com o aumento do número de brasileiros interessados em montanhismo e viagens ao exterior, elas se tornaram mais comuns. Suas utilidades são várias, sendo que as características mais vantajosas são:

  • é um isolante térmico, mantendo a temperatura natural do corpo;
  • mantém o corpo seco, livre de suor e umidade;
  • é muito confortável e não prejudica os movimentos corporais;
  • pode ser útil em diversas situações e climas;
  • em alguns casos, evita o uso de várias peças pesadas;
  • determinados tecidos possuem tecnologia antiodor;
  • as peças ajustam-se ao seu corpo, ficando coladas, como uma segunda pele mesmo;
  • durante a prática de esportes, elas impedem que o organismo perca calor, fazendo com que a elasticidade dos músculos funcione melhor.

Quais são as peças mais importantes?

Ao contrário do que algumas pessoas pensam, a segunda pele vai muito além das blusas de manga comprida. A gama de opções para quem vai vesti-la — seja por baixo de outras roupas, seja como única proteção para o nosso inverno moderado — é muito grande.

Quer um exemplo? Aquelas bermudas coladas que alguns atletas utilizam por baixo das roupas oficiais podem ser classificadas como segunda pele. Existem várias peças diferentes, e as mais importantes são:

Blusa

blusa térmica é o item mais popular, pois, aquecendo os braços e o tórax, a temperatura corporal já se mantém bem mais estável. Em alguns casos, ela pode substituir até duas blusas comuns que iriam debaixo de um casaco mais grosso. Peças de lã ou moletom que, muitas vezes, fazem volume (mas aquecem pouco) podem ser facilmente trocadas por ela.

Camiseta

Usada por alguns jogadores e corredores, ela tem, como principal objetivo, manter o corpo aquecido durante a prática do esporte em temperaturas ambientes muito baixas e absorver o suor dispensado pelo corpo. Por essa razão, ela não permite que ocorra o superaquecimento.

Além disso, a peça não fica roçando na pele, o que proporciona mais conforto durante a realização da prova. No início, pode até ser um pouco menos confortável, mas, depois que você se acostumar, não vai nem pensar em dispensá-la.

Calça

calça também é muito importante — e a grande vantagem é que, por ser fina, dá para usar a segunda pele até mesmo embaixo de outras calças justas (como as jeans, por exemplo). E, por ser bastante confortável, ela não vai te atrapalhar a andar ou a praticar esportes.

Quando se está em situações de frio extremo, geralmente é preciso usar 3 ou 4 calças comuns, do modelo legging, para aquecer os membros inferiores. Mas isso não acontece com a calça segunda pele: você pode apenas colocar outra peça por cima, para escondê-la.

Bermuda

O funcionamento desse item se assemelha bastante ao da calça. Porém, como as peças são indicadas para todas as temperaturas, a bermuda pode ser usada em ambientes menos frios.

Meia

Manter as extremidades do corpo aquecidas é imprescindível para não sentir muito frio. E, se você é um “pé frio” — no sentido literal da expressão —, esses itens podem ser a solução.

Portanto, as meias térmicas são importantes e não devem ser esquecidas. Você pode usá-las sozinhas ou colocar outra por cima, para que fique ainda mais confortável dentro do calçado.

Outras peças

Outras peças também podem ser muito úteis em algumas ocasiões de frio intenso, como as luvas térmicas, para aqueles que fazem parte do time das “mãos frias, coração quente” (é possível manter ambos aquecidos). Além disso, há pessoas que sofrem de alergias ao tempo frio, e a única solução é manter as mãos protegidas da temperatura excessivamente baixa.

Também há os tops, as bermudas e até a balaclava — uma espécie de “touca” que cobre todo o rosto, exceto os olhos. Essa última é essencial para quem que vai viajar para um país de frio intenso e cuja pele não está acostumada à baixa temperatura.

Qual é o material ideal?

Existem diversos tipos de segunda pele, feitas de diferentes materiais. A maioria utiliza microfibras de poliéster e algumas possuem outros tipos de tecidos. O poliéster absorve o suor da pele e faz com que ele evapore, evitando que fique em contato com o corpo. Dessa forma, as assaduras causadas pelo contato com a transpiração são evitadas.

Em alguns casos, você encontrará o tecido com o nome da marca que o produz. O mais importante é verificar se ele é térmico e se sua elasticidade é boa. Se quiser algo ainda mais completo, busque por algum que seja antiodor e que tenha proteção contra raios solares.

Em quais situações a segunda pele pode ser usada?

Temperaturas extremamente baixas

Essa é a situação na qual a segunda pele é mais procurada. Ela pode ser usada debaixo de casacos maiores ou até mesmo de um fleece, que é uma peça intermediária no esquema de camadas.

A segunda pele sozinha não consegue manter o corpo aquecido em um frio extremo, mas os casacos grossos também não. Por isso, um complementa o outro.

Nesses casos, também é importante se vestir em “camadas”, para poder tirar algumas peças quando entrar em lugares fechados e aquecidos. Com a segunda pele, você pode retirar o que estiver por cima e se manter quente e confortável em qualquer local.

Inverno moderado

Engana-se quem pensa que a segunda pele só serve para frios extremos. Se você vai visitar um local que possui um inverno menos rigoroso, essas peças continuam sendo excelentes soluções.

Uma possibilidade é usar somente a segunda pele e uma camiseta normal por cima, evitando roupas muito grandes, pesadas e que, muitas vezes, são desconfortáveis ou tiram a sua mobilidade. O inverno brasileiro é um bom exemplo de ocasiões nas quais somente a segunda pele é suficiente para manter a temperatura do corpo, proporcionando conforto e aquecimento.

Esportes de neve

Se você vai praticar esportes ou ficar em contato com a neve por muito tempo, a segunda pele é imprescindível! Isso porque ela vai manter seu corpo aquecido mesmo enquanto o gelo tenta esfriá-lo.

Nesse contexto, a meia é ainda mais importante, já que o pé estará em contato com a neve durante todo o tempo e nem mesmo uma bota impermeável será capaz de mantê-lo aquecido. Luvas também são muito usadas nessas ocasiões, já que qualquer parte do corpo em contato com a neve pode até mesmo resultar em danos ao organismo de quem não está acostumado a tal condição.

Esportes ao ar livre

segunda pele também oferece benefícios para quem pratica esportes ao ar livre, mesmo que as temperaturas não sejam tão baixas. Voo livre, ciclismo, trilhas e qualquer outra modalidade de aventura que seja feita em meio à natureza pedem o uso dessa peça.

Ela vai manter o corpo aquecido mesmo quando a temperatura diminuir ou os ventos ficarem mais fortes. Outra vantagem extremamente importante é que essa peça vai manter o corpo seco, evitando o suor que seria produzido pela prática do esporte.

Durante o percurso, muitas vezes somos expostos a correntes de ar bem fortes, mescladas com períodos de calor intenso. A segunda pele, nesse caso, é responsável por manter o organismo protegido de tais variações.

Acampamento

segunda pele também pode ser uma ótima opção para quem vai acampar, independentemente da estação do ano. Se for um local realmente em meio à natureza, próximo de muitas árvores e talvez até de água — como lagos, por exemplo —, é comum que a temperatura caia bastante durante a noite, mesmo no verão.

Por isso, é ótimo ter uma segunda pele para usar no período noturno e manter-se aquecido. Como se trata de uma peça bem flexível e confortável, não há problema nenhum em dormir com ela. Isso porque dormir em barracas pressupõe uma exposição direta à natureza, com todas as variações climáticas que normalmente ocorrem durante a noite.

Considerando as informações elencadas, é possível concluir que a segunda pele térmica é um coringa para enfrentar condições climáticas adversas e proporcionar conforto, mesmo em temperaturas extremamente baixas. O uso dessa peça de vestuário certamente será um aliado de toda a família durante as mais incríveis aventuras.

As informações foram úteis? Já sabe que tipo de segunda pele térmica é ideal para você? Aproveite e curta a nossa página no Facebook para ficar por dentro de todas as novidades!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Cadastre-se e confira as novidades!
Cadastre-se