Afinal, o que fazer para aprimorar suas habilidades em fotografia?

Desde a popularização dos celulares com câmera, estamos constantemente registrando momentos importantes de nossas vidas. Porém, nem sempre o resultado final fica como esperado. Por isso, fizemos este post sobre como melhorar as suas habilidades em fotografia.

Este artigo traz uma série de dicas para tirar fotos melhores — lembrando que várias delas podem ser aproveitadas até mesmo com o seu smartphone. Continue lendo!

Aprenda o básico da composição

Um dos pontos mais importantes para tirar boas fotos é entender que uma grande parcela do resultado final depende de como você enquadra as pessoas, objetos ou paisagens. Esse processo é chamado de composição.

Selecionamos algumas das dicas dadas pelo fotógrafo Steve McCurry em um vídeo do YouTube. Elas servem tanto para câmeras, quanto para celulares.

Regra dos terços

Uma das maneiras de distribuir elementos visuais em uma imagem é a chamada regra dos terços. Como o próprio nome já diz, ela divide a imagem em terços, ou seja, linhas formando três colunas iguais, tanto na horizontal, quanto na vertical. O resultado são nove quadrantes, um formato que remete ao tabuleiro do popular jogo da velha.

As linhas que dividem o enquadramento da imagem dão boas referências de como capturar os assuntos. Uma dica é colocar informações de interesse (rostos, objetos, entre outros) no ponto em que uma linha vertical encontra uma linha horizontal.

Também é recomendado coincidir linhas da imagem que se quer capturar (o horizonte em uma paisagem, por exemplo) com as linhas da regra dos terços. Fique atento ao alinhamento da câmera.

Consulte as instruções específicas da sua câmera ou smartphone para ativar as linhas no visor de captura de imagem.

Linhas em perspectiva e diagonais

Observe as linhas em perspectiva que formam uma imagem: elas guiam naturalmente o olhar. Uma boa dica, portanto, é usá-las para direcionar a visão a um ponto que merece destaque.

Preste atenção, também, à existência de linhas diagonais na fotografia. Elas ajudam a criar uma ideia de movimento e a destacar pessoas correndo, por exemplo.

Preenchimento do quadro

Para tirar uma boa foto, é preciso estar atento ao preenchimento do quadro. Aproxime-se do assunto da fotografia ou, se estiver usando uma câmera, utilize o zoom óptico. Assim, você explora todo o espaço disponível no enquadramento.

Padrões e simetria

Padrões e elementos repetidos são muito agradáveis ao olho humano. Porém, essa é uma regra que pode ser quebrada: quando há um elemento que desvia do padrão (um posicionamento ou uma cor diferente em uma série de itens alinhados, por exemplo), a imagem fica muito mais interessante e intrigante.

O mesmo pode ser dito em relação a simetria: uma imagem com dois lados idênticos é bonita e encantadora, mas um detalhe que quebre esse esquema pode torná-la bem mais curiosa.

Tire proveito do foco

Você usa apenas o foco automático? Acha que nitidez é sinônimo de uma boa foto? Pois saiba que esse é um aspecto que pode ser bastante explorado nas suas imagens.

Aqui vão algumas dicas sobre como usar sua câmera em situações específicas:

Retratos

Uma técnica muito utilizada em retratos consiste em usar baixa profundidade de campo, isto é, escolher um ponto (o objeto principal) para se deixar em foco, enquanto o o plano de fundo fica pouco nítido.

Para conseguir esse resultado com a câmera, use uma grande abertura do diafragma, que é representada pelo número acompanhado da letra f. Quanto menor o número, maior a abertura; quanto maior a abertura, mais luz entra pela lente. Uma abertura f/2.8 é suficiente.

Tente, também, aproximar-se do objeto — e evite usar o zoom, pois ele dá mais nitidez para o fundo e distorce a perspectiva.

Paisagens

Ao fotografar paisagens, o princípio é oposto ao dos retratos: é importante ter nitidez em muitos planos ao mesmo tempo, a chamada alta profundidade de campo. Para isso, use uma abertura menor do diafragma da sua câmera, como f/8.0.

Uma abertura menor resulta em menos luz passando pela lente, o que leva sua câmera a diminuir a velocidade do obturador — isto é, manter o sensor mais tempo exposto, para conseguir mais luz. Por isso, essas fotos podem sair borradas ou tremidas. Use um tripé para conseguir um resultado melhor.

Saiba como capturar ocasiões especiais

Algumas situações são difíceis de se capturar e demandam instruções específicas para conseguir uma boa foto. Alguns exemplos são queimas de fogos, imagens do pôr do sol e fotografias noturnas. Veja como usar sua câmera para capturar essas ocasiões:

Fogos

Queimas de fogos são um espetáculo belíssimo. Porém, se você já tentou registrar o momento, sabe como é difícil fazer uma foto boa com uma câmera e praticamente impossível com um celular.

Para um bom clique, segundo um texto do Canon College, publicado no site Hypeness, é preciso sair do modo automático da câmera, configurar seu equipamento para ISO 200, abertura f/11.0 e velocidade do obturador em 4 segundos e desligar o flash.

Esses ajustem são um bom ponto de partida para não estourar as imagens e capturar toda a trajetória dos explosivos. Vá experimentando, conferindo os resultados e regulando as variáveis acima para conseguir um bom resultado.

Pôr do sol

Um belo pôr do sol é um espetáculo da natureza que merece ser registrado. Para isso, ajuste sua câmera para entrar menos luz: ISO baixo, velocidade do obturador alta e abertura do diafragma pequena.

Depois, use a criatividade — e as dicas de composição acima — para capturar um bom ângulo e uma composição interessante, como silhuetas contra a luz, por exemplo.

Fotografias noturnas do céu

Outro show que a natureza dá está bem acima de nossas cabeças: poucas coisas são mais emocionantes do que um céu estrelado. Por outro lado, é mais uma situação praticamente impossível de fotografar usando um smartphone.

Para registrar a Lua e as estrelas, você vai precisar de uma boa câmera e muita paciência. Também será necessário sair da cidade, para não ser atrapalhado pela iluminação artificial.

Aumente o tempo de exposição e coloque a câmera em um tripé, para evitar imagens tremidas ou borradas. Vá regulando aos poucos e conferindo resultados. Essa situação exige paciência e persistência, mas o resultado final vale a pena.

Segure o smartphone com firmeza

Às vezes, o momento que você quer capturar é muito rápido e não dá tempo de pegar uma câmera ou armar o tripé, restando apenas seu smartphone para bater a foto.

Felizmente, as câmeras de celular estão cada vez melhores, mas poucos modelos trazem estabilizador óptico de imagens para evitar borrões ou imagens tremidas.

Por isso, é bom aprender a segurar com firmeza seu aparelho antes de clicar: pegue-o com as duas mãos e mantenha os cotovelos junto ao corpo, inspire fundo e solte o ar lentamente. Assim, você evita movimentos bruscos ou tremores que podem estragar aquele momento perfeito.

Explore as fotos em preto e branco


Fotografias em preto e branco são naturalmente carregadas de drama e poesia. Vale tanto tirar fotos coloridas e editar posteriormente (falaremos mais sobre isso a seguir) ou já clicar no modo preto e branco do seu celular ou câmera.

Também é importante tomar cuidado com a composição: evite muitos elementos, pois as imagens podem ficar confusas, já que não haverá cores para distinguir objetos.

Edite as imagens com um aplicativo

A finalização de imagens é um elemento imprescindível para atingir um resultado satisfatório.

Se você está tirando fotos com seu smartphone, existem vários apps que podem ser utilizados para editar suas fotos, como o Afterlight, o Lightroom e o VSCO. Se você está usando uma câmera, passar as imagens para o computador é a melhor solução.

Nunca usou um programa desse tipo? Não se preocupe! A chave é explorar e ver como fica, usando tentativa e erro. Uma dica é não carregar tanto na saturação, preferindo níveis baixos ou médios, pois fotos com muita cor podem apresentar um aspecto artificial, exagerado.

Com essas dicas para melhorar suas habilidades em fotografia, esperamos que os cliques de suas viagens e aventuras fiquem muito mais bonitos e emocionantes.

Gostou do artigo? Compartilhe-o com seus amigos nas redes sociais!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *