Conheça as montanhas coloridas do Peru (Vinicunca)

A América do Sul é um grande parque de diversões para quem gosta de trekking e aventura, com suas trilhas e passeios para todos os gostos. Se você procura um destino com paisagens absolutamente incríveis e fora dos grandes polos, precisa conhecer as montanhas coloridas do Peru.

Um destino menos conhecido do que outros locais de trekking nesse país, como a Cordillera Blanca ou Macchu Picchu, as montanhas coloridas estão “escondidas” nas Cordilheiras dos Andes e, por isso, ficaram por fora do radar dos trekkers do continente por muito tempo.

Neste artigo, você descobrirá por que sua próxima aventura deverá ser aqui e como se preparar para essa trilha incrível. Vamos lá?

O que são as montanhas coloridas do Peru?

Também conhecidas como Montanhas Arco-Íris ou Vinicunca, no nome original quéchua, as montanhas coloridas do Peru estão localizadas há cerca de 170 quilômetros de Cusco.

A formação rochosa ganhou esse nome por causa de um processo geológico que separou diferentes minerais em camadas sobre a montanha, resultando num espetáculo de cores e magia que encanta qualquer um.

Confira aqui uma coletânea de fotos das montanhas coloridas do Peru feitas pela National Geographic!

Como chegar até o local para fazer a trilha?

Ficou babando pelas fotos e agora não vê a hora de poder curtir a paisagem? Então, vamos descobrir como chegar até as montanhas coloridas!

Existem duas formas de chegar até Vinicunca: a mais fácil é contratar uma agência de turismo. Essas empresas estão localizadas em Cusco, no Peru, e pegam os turistas na cidade, levando-os de carro até o começo da trilha e oferecendo café da manhã, guias e outras benesses.

Já quem prefere fazer a trilha sozinho, sem a companhia de outros turistas, pode dirigir de Cusco por 1 hora e meia até a cidade de Checacupe. De lá, mais uma hora e meia dirigindo por uma estrada de terra, passando por Pitumarca, até chegar ao início da trilha.

É importante frisar que não há muita infraestrutura na região da trilha, como hotéis ou restaurantes.

Por isso, a alternativa mais comum para a trilha é contratar os pacotes das agências de turismo que pegam os interessados em Cusco e os devolvem na cidade no fim do dia.

Se você for sozinho, poderá conseguir abrigo nos vilarejos próximos da trilha, se puder pagar.

Como é a trilha, sua dificuldade e duração?

De dificuldade média, a trilha para as montanhas coloridas do Peru é bem marcada e, na maior parte, sem muitas subidas acentuadas.

O grande obstáculo da aventura é a altitude, claro. O começo da trilha está localizado a cerca de 4.400 metros acima do nível do mar, com o seu mirante ficando a 5.200 metros de altitude.

Em comparação, a própria Cusco tem 3.310 metros de altitude, enquanto o Pico da Neblina, maior ponto do Brasil, possui 2.993 metros. Por isso, mesmo que você já esteja acostumado às características do Peru, ainda sofrerá um pouco nessa trilha.

A duração da caminhada vai variar bastante dependendo do seu nível de preparo físico e se estiver acompanhado dos guias ou não. Normalmente, será possível completar os 15 quilômetros (ida e volta) entre 5 e 8 horas.

No começo da trilha, você encontrará vários guias se oferecendo para alugar seus cavalos a fim de auxiliá-lo durante a aventura. Eles também estarão espalhados durante o percurso. Portanto, se você tiver dificuldades com a caminhada, pode contratar esses serviços.

A trilha das montanhas coloridas do Peru pode ser dividida em três trechos. Na primeira parte, a caminhada é mais tranquila e dura cerca de 4 quilômetros. No fim desse trecho está o pedágio para quem quer conhecer a Vinicunca (custa 10 soles, algo como R$ 10).

A  partir daí, a trilha fica um pouco mais inclinada e os efeitos da altitude começam a ser sentidos com mais intensidade. Depois de algum tempo, é possível encontrar trechos com bastante neve e muitos banheiros espalhados pelo percurso.

Por fim, o trecho final da trilha deve ter cerca de 200 metros de subida bem inclinada, onde nem os cavalos vão, e é a parte mais pesada da caminhada. A recompensa por todo esse esforço é a vista espetacular das montanhas coloridas do Peru!

O que levar para essa viagem e a trilha?

A melhor época para visitar as montanhas coloridas é entre os meses de abril e setembro, época de estiagem e mais fria no Peru. Por isso, você deverá estar bem equipado para lidar com essas baixas temperaturas.

Além disso, é comum chover na região. E você encontrará bastante neve. Por isso, prepare-se para ficar muito molhado, o que diminuirá ainda mais a temperatura no seu corpo. Recomendamos que tenha diversas roupas térmicas, como:

Se preferir, você ainda poderá levar um neckwarmer ou um cachecol, embora eles não sejam essenciais, pois a atividade física da caminhada já deverá gerar algum calor próprio no seu corpo. O mesmo vale para uma segunda pele: leve se você achar necessário, mas não é essencial.

Além disso, carregue na sua mochila algumas folhas de coca para ir mastigando durante a trilha, para evitar os efeitos do soroche. Os guias costumam levar latas de oxigênio e um líquido de inalar feito de eucalipto para ajudar os turistas

Para completar a sua mochila, coloque algumas bolachas e frutas para poder comer algo enquanto descansa durante o trajeto. Se você pegar um dos pacotes das agências de turismo peruanas, provavelmente terá café da manhã e almoço servido, mas também pode levar alguns lanches para a trilha.

Quanto custa para curtir essa aventura?

Já está planejando a sua viagem para o Peru? Então, vamos ajudá-lo nessa tarefa também mostrando quanto custará para poder fazer a trilha de Vinicunca.

Como em qualquer viagem, o custo total que você terá vai depender do nível de conforto que quer, quantidade de dias em que ficará no Peru e as atividades que quiser fazer.

Para uma semana em Cusco, você terá estes custos:

  • Passagem aérea: cerca de R$ 1.228 para uma pessoa;
  • Hospedagem de 6 diárias em um albergue com café da manhã: R$ 303;
  • Almoço e jantar médio para todos esses dias: R$ 300;
  • Pacote turístico para as montanhas coloridas do Peru: aproximadamente R$ 150;
  • Ingresso para a trilha: cerca de R$ 10.

Considerando todos esses gastos, você deverá precisar de mais ou menos R$ 1.991 por pessoa para poder curtir a trilha das montanhas coloridas. Lembrando que a moeda oficial do Peru é o Novo Sol (ou apenas soles) e você pode conferir sua taxa de câmbio aqui.

Agora você já está totalmente preparado para curtir a trilha das montanhas coloridas do Peru e se aventurar em busca de tranquilidade e vistas deslumbrantes. Não esqueça de tirar muitas fotos da viagem!

Aproveite e deixe um comentário abaixo dizendo se você já fez esse passeio ou se tem o interesse de fazê-lo nas suas próximas férias!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Cadastre-se e confira as novidades!
Cadastrar